Pele ressecada: como cuidar

Inverno chegando e o nível de umidade caindo… uma combinação nada favorável para a pele, que costuma ficar mais ressecada nesse período. Quem já possui pele seca sofre mais, principalmente tendo que utilizar álcool gel nas mãos com frequência – por uma causa mais do que justificável, obviamente.

É importante destacar que essa questão não é meramente estética – além de a oleosidade natural ajudar no combate a microrganismos, rachaduras na pele deixam-na mais vulnerável a infecções. Muitas pessoas possuem coceira, que deve ser evitada para não causar ferimentos.

Para os lábios, a indicação é utilizar hidratante labial sempre que necessário. A boa e velha manteiga de cacau funciona muito bem, mas pode ser outro de sua preferência. O que não se deve fazer é tentar umidificar os lábios com a própria saliva, que tem composição ácida e acaba aumentando a irritação.

As mãos também costumam ficar machucadas com ressecamento da pele. Sempre que for possível, dê preferência à lavagem com água e sabão ao invés da higienização com álcool. De qualquer forma, carregue com você um hidratante para utilizar assim que as mãos secarem, principalmente nas áreas mais afetadas.

Outra dica é usar luvas, tanto para sair de casa em regiões muito frias quanto para realizar atividades com produtos químicos – detergente, desinfetante, água sanitária etc.

Para aliviar os efeitos no corpo de uma forma geral, sugerimos:

  • Tomar banhos rápidos (por volta de 5 minutos), com água não muito quente (fria seria o ideal, mas compreendemos que em pleno inverno é complicado), e não esfregar a toalha com força para não agredir a camada mais externa da pele, já fragilizada.
  • Assim como no caso das mãos, aplicar hidratante nas áreas ressecadas do corpo após se secar. Pomadas e cremes são mais indicados que loções, sobretudo com os seguintes ingredientes: glicerina, ácido hialurônico, óleo de jojoba, lanolina e manteiga de karité.
  • Evitar roupas de tecidos sintéticos, pois interferem na transpiração da pele deixando-a mais áspera.
  • Fazer uso de um umidificador de ar em casa, se na sua cidade a umidade relativa do ar estiver muito baixa.
  • Ter uma alimentação balanceada, com frutas e verduras, e beber pelo menos 2 litros de água por dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.