Óleo de Barba: saiba o que é e como explorar os seus benefícios

O óleo de barba é um dos itens mais utilizado pelo pessoal barbudo. Se você pretende deixar sua barba crescer ou melhorar a aparência da barba, é indispensável o seu uso. Você sabe exatamente do que é composto o óleo de barba? Sabe se tem contraindicações? E afinal, quais seriam os reais benefícios? Confira tudo nesta postagem.

Qual a composição dos óleos para barbas?

O óleo de barba é, na verdade, a combinação de diferentes substâncias oleosas, que seriam os lipídeos, sendo a maioria de origem vegetal. Dessa forma, é comum encontrar em um óleo para barba as seguintes substâncias oleosas:

Semente de girassol

Óleo de coco

Jojoba

Cera de carnaúba

Manteiga de karite

Rosa mosqueta

Semente de uva

Outros

Muitos desses óleos são conhecidos como essenciais para o organismo humano, uma vez que possuem ações antibacterianas, antifúngicas e anti-inflamatórias. Além das ações dos próprios óleos, é possível que tenham outras substâncias compondo um produto para barbar, como vitaminas e minerais, que vão ajudar na saúde da pele e dos fios.

E para que serve o óleo para barba?

O óleo seria uma espécie de condicionador de barba. Assim, um dos principais benefícios da sua utilização é a hidratação intensa da barba, melhorando a aparência da barba, como criar uma aparência mais volumosa, domar os fios rebeldes e dar uma fragrância adequada.

A maioria dos produtos tem um perfume, então é só escolher aquele que você se identificar mais e aplicar.

E os benefícios são além da barba. O óleo hidrata a pele, diretamente nos folículos, permitindo maior maciez e saúde, reduzindo surgimento de caspas e coceiras.

Existem contraindicações no seu uso?

Para falar a verdade, as contraindicações são poucas. Por conta da maioria dos óleos atuais serem compostos exclusivamente por derivados vegetais, sua composição está muito mais saudável e com menos riscos alérgicos ou qualquer tipo de agressão química.

Entretanto, é importante ficar atento a sua sensação pessoal quando aplicar o óleo. Obviamente a primeira contraindicação é a aparência de algum sintoma alérgico após sua aplicação. Coceiras, sensação de queimação e aparência de vermelhidão são alguns sintomas que podem levar a conclusão de que alguma substância não está caindo bem na sua pele.

Algumas pessoas têm a pele mais oleosa, o que normalmente já reflete uma hidratação intensa natural da pele. É importante saber que se este for o seu caso, você pode utilizar o óleo sem problemas. Porém, controle um pouco a quantidade da aplicação.

Caso apareça alguma alergia ou sensação desconfortável, remova o óleo com água e um shampoo para barba. A aplicação isolada da água pode não ser suficiente por ser uma substância oleosa, que possui pouca afinidade com água, deixando mais ineficaz sua remoção.

Como devo utilizar?

O grande diferencial do óleo comparado a hidratação natural que a própria pele faz nos fios da barba é o preenchimento adequado ao longo de todo o comprimento. Isso quer dizer que durante a passagem, é importante garantir que sua aplicação seja feita ao longo de toda a barba. A oleosidade fisiológica não garante isso, principalmente quando a barba é mais longa, o que gera aquela aparência mais ressecada.

Isso também não quer dizer que o seu uso é apenas recomendado para barbas longas. Os óleos garantirão um crescimento mais domesticado, sem aparência de fios rebeldes, o que dará uma aparência melhor a barba. Além disso, como dito anteriormente, seus benefícios vão além da saúde da barba, mas inclusive da pele, que é uma espécie de “solo da barba”.

Dessa maneira, seguem algumas sugestões de uso:

  1. Após o banho ou uma limpeza, aplique o óleo na palma das mãos. O rosto não precisa estar molhado para sua utilização, mas após uma boa limpeza, com aplicação de um shampoo, os poros estão desobstruídos e aptos para receber o produto;
  2. A aplicação sobre a palma da mão facilita o deslize ao longo de toda a barba;
  3. Para barbas curtas, na fase inicial de crescimento, a utilização de 1-3 gotas é suficiente; se a barba for de tamanho médio, pode ser de 4-6 gotas; e barbas com comprimento e volume maiores, de 7 gotas para cima;
  4. A quantidade pode variar de acordo com a pele e a satisfação de cada um. Então comece com menos gotas para verificar se a barba não ficará com aspecto gordurosa;
  5. Deslize as duas mãos com o produto e massageie a barba, espelhando ao longo de toda a região e comprimento da barba. Em caso de barbas longas, passe entre os fios.
  6. Após espalhar o produto, a utilização de um pente de barba pode ajudar na sua introdução entre os fios e ao longo de comprimento, especialmente para barbas de maior volume, bem como em uma passagem mais uniforme;
  7. A frequência da sua utilização pode variar de tamanho e tipo de barba. Aquelas barbas longas e ressecadas devem fazer sua aplicação em dias alternados; para aquelas barbas de tamanho médio a curto e sem muitos problemas de ressecamento sua utilização pode ser uma vez por semana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.