Camiseta oversized: acerte na composição do visual!

Uma das tendências do momento, a modelagem oversized já ganhou as ruas nos países do Hemisfério Norte e o número de adeptos vem crescendo por aqui também, apesar da estação invertida – em boa parte do Brasil, basta um dia de sol para deixarmos o casaco em casa durante o dia.

Antes de tudo, é bom destacarmos que as camisetas desse estilo estão no universo do traje casual, sobretudo urbano – streetwear, como muito se ouve –, sendo uma ótima opção diurna para ocasiões informais e ambientes descontraídos. São folgadas na região do tórax e bem mais largas nas mangas, geralmente chegando ao cotovelo, e na barra, podendo esta ser reta, curvada ou de outra forma customizada.

Em relação à modelagem, geralmente encontramos com os seguintes formatos de roupa (não necessariamente para todas as peças):

  1. skinny (bem justa ao corpo);
  2. slim (moldada às formas do corpo, mas sem chegar a apertar);
  3. regular / straight (modelo mais reto, tradicional);
  4. comfort (mais folgado);
  5. oversized (intencionalmente bem mais largo).

Destacamos bem esse ponto por dois motivos: o primeiro é que afeta o caimento, que é um dos mandamentos da moda, o que separa os homens dos meninos. E o segundo é para esclarecer a principal dúvida que surge sobre esse tema: “Posso comprar uma camiseta qualquer de uma ou duas medidas acima?”. Não, de jeito nenhum! As camisetas oversized são desenvolvidas para criar um efeito ousado sem sacrificar o caimento. Uma modelagem regular em tamanho maior poderia te deixar parecendo uma criança que pegou a camisa de um adulto, ou então dar a ideia de que você saiu de casa com a roupa de dormir.

Em termos de composição, ela pode ser a peça principal ou ser utilizada com sobreposição  de jaquetas jeans ou bomber – falamos sobre elas neste artigo.

Na parte inferior, calças jeans, cargo e de moletom funcionam perfeitamente, inclusive podendo ser oversized também. No entanto, modelos mais ajustados ao corpo geram um equilíbrio maior ao visual.

A camiseta por dentro é uma boa variação, trazendo mais personalidade ao look.

Bermuda também é uma possibilidade, fazendo transição para um estilo esportivo. Nesse caso, a sobreposição não é aconselhada.

Uma confusão que costumam fazer é com a modelagem longline, que é mais comprida na barra, porém não tão larga quanto a oversized. Apesar de ser outro conceito, também se enquadra no estilo casual urbano.

Por último, mas não menos importante: tênis, a parte indispensável do streetwear. Quem quiser fugir do minimalismo dos brancos e pretos tem bastante liberdade para optar por modelos de cano alto e/ou coloridos, ainda mais se a camiseta for de um tom neutro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.